quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Ser ou não ser ... eis a questão!

Ok, o Amor pode mover montanhas, mas não tem agitado a inspiração desta piquena ... e vai daí, decidi diversificar os meus devaneios, sendo que neste texto vou desabafar sobre um assunto que me deixa os nervos em franja e que considero ser extremamente delicado: o que é ser racista?
O dicionário refere que o racismo é a "atitude preconceituosa e discriminatória contra indivíduos de determinada(s) raça(s) ou etnia(s)".
Posto isto, nunca me considerei racista, já que sempre achei que o carácter e a integridade de um ser humano nada têm a ver com a cor de pele ou forma do cabelo, mas com a educação que teve e o ambiente em que cresceu ... e mesmo isso não é determinante.
Todos conhecemos famílias equilibradas que têm "ovelhas negras" e, por outro lado, filhos de pais violentos que conseguem ultrapassar isso e serem adultos pacíficos e generosos.
Gosto de acreditar que, independentemente dos modelos que nos vão inspirando de uma forma ou de outra (na família, escola ou amizades) e porque, infelizmente, nem todos temos a sorte de nascer numa boa família ... acabamos por conseguir discernir os bons dos maus exemplos, pensar pela nossa cabeça e tornarmo-nos na pessoa que queremos ser ...
Pensando assim e por nunca ter rotulado uma pessoa pela sua naturalidade, sempre achei não ser racista, até ao dia em que me perguntaram se eu era capaz de casar com um negro ... ao que eu respondi "provavelmente, não" (ainda que abrisse uma excepção para o Seal ou Taio Cruz) ... tendo recebido a pronta resposta: "então és racista!!"
O quê?!

Logo eu, que sempre detestei anedotas racistas e sou a primeira a criticar quem acha engraçado gozar com os negros (há quem ache que eles tenham de ter "fair-play" quando são achincalhados) ... eu??

Estarei baralhada? Para ser completamente "não racista" teria de estar disposta a casar com qualquer raça do planeta? E as minhas preferências em relação ao sexo oposto? Nunca escondi ter um fraquinho por homens de olhos claros, uma panca por asiáticos e não dar muita atenção aos louros (tipo Ken) ... isso faz de mim racista e xenófoba??
Não consegui levar os meus argumentos por diante na conversa que tive e agora sou encarada como sendo "algo racista" ...
Apesar de respeitar esta opinião (são formas de pensar diferentes), sinto-me algo injustiçada, porque nunca maltratei ninguém por causa da sua raça ... trato e respeito todos por igual e espero igual tratamento, independentemente da cor da pele, formato do nariz ou tamanho dos pés ...
E vou mais longe ao afirmar que em pleno século 21 a palavra "racista" já nem devia existir, porque discriminar alguém por causa de uma cor de pele ou sotaque diferentes, para mim, só revela a estupidez de quem se sente inferior e é covarde demais para o admitir! E estas pessoas, sim, eu desprezo!
E tenho dito ... love and peace, my friends :)